Huawei, Intel, ARM, iSoftStone e o CAIC anunciaram uma iniciativa conjunta para criação do Edge Computing Consortium (ECC), que visa impulsionar a computação edge:

A Huawei, o Shenyang Institute of Automation of Chinese Academy of Sciences, a China Academy of Information and Communications Technology (CAICT), Intel, ARM e iSoftStone anunciaram uma iniciativa conjunta para criação do Edge Computing Consortium (ECC).

A ECC visa desenvolver uma plataforma cooperativa para o setor de computação de ponta estimular a colaboração nos setores de tecnologia operacional e de tecnologia de informação e comunicações (TIC), com base nas melhores práticas, para o desenvolvimento da computação edge, parte de uma arquitetura de computação em nuvem que visa facilitar a captura de dados, funções de controle, armazenamento de conteúdo de banda larga, aplicações e de dispositivos como smartphones, tablets e sensores.

O presidente da ECC e diretor do Shenyang Institute of Automation, Yu Haibin, ressaltou que no 13º plano de cinco anos a China lançou duas estratégias nacionais: integração da digitalização e industrialização, bem como o ‘Made in China 2025’. “Isso requer muito da convergência das TICs e das tecnologias operacionais. A computação edge é essencial para apoiar e materializar essa convergência. Enquanto isso, o desenvolvimento industrial também está se deparando com um ponto de virada.”

“Os sistemas de tecnologia de automação industrial vão evoluir da arquitetura em camadas e silos de informação para a Internet das Coisas [IoT], computação em nuvem e arquitetura analítica de big data. Em meio à evolução, a edge computing vai impulsionar a arquitetura industrial de controle autônomo. Portanto, a ECC estará atenta ao design da arquitetura e à escolha das diretrizes técnicas, bem como promoverá o desenvolvimento industrial por meio da padronização. Além disso, também focaremos no desenvolvimento de um ecossistema”, continuou Yu Haibin.

A ECC está buscando o conceito do Office of Information and Communications Technology segundo o qual os recursos da tecnologia operacional, tecnologia da informação e tecnologia de comunicações devem ser integrados e coordenados, e ter o espírito de consenso, unidade e cooperação para impulsionar o desenvolvimento da ECC.

O relatório oficial do Edge Computing Consortium foi lançado durante a Cúpula Industrial de Edge Computing de 2016.

 

Fonte: computerworld