A Huawei mostrou hoje na IFA 2017 seu novo processador octa-core de alta performance para dispositivos móveis, o Kirin 970. O novo SoC traz uma ênfase maior nas capacidades de inteligência artificial, acompanhando uma nova unidade de processamento neural (NPU – sigla em inglês) e um total de 5,5 bilhões de transistores, num processo de 10nm.

 

 

O novo Kirin 970 vai equipar o Mate 10, próximo smartphone topo de linha da Huawei, que também chega em breve. A proposta do Kirin 970 é associar a IA no sistema com uma IA baseada na nuvem para oferecer mais desempenho e eficiência. A empresa promete uma performance até 25 vezes maior com uma eficiência energética até 50 vezes melhor do que o cluster quad-core Cortex-A73 que alimentava o seu processador passado, o Kirin 960.

O processador também estreia outras tecnologias, como um modem “4,5G”, que promete velocidades de até 1,2Gbps. Ele também traz a primeira GPU ARM Mali-G72, com um design de 12 núcleos.

O Kirin 970 estreia no Huawei Mate 10 no dia 16 de outubro.