Lenovo está planejando a estreia de mais um integrante de sua submarca ZUK para este ano de 2016, dizem os rumores mais recentes sobre a gigante da China. Nesta segunda-feira, 21 de novembro, mais informações sobre a novidade deram as caras na mídia.

Uma fonte localizada no país natal da empresa divulgou uma série de capturas de tela com detalhes técnicos sobre o modelo, mostrando uma poderosa lista de especificações que entra parcialmente em consenso com os boatos mais antigos.

Trata-se de uma listagem identificada no AnTuTu, ferramenta de benchmark capaz de pontuar dispositivos com base no desempenho de suas peças internas. O novo aparelho foi encontrado com o número Z2151, porém deve ser lançado com o título de ZUK Edge.

Fortes componentes aparecem ligados ao telefone, incluindo o Snapdragon 821, o chipset mais poderoso da Qualcomm, 6 GB de RAM e até 128 GB de memória para o armazenamento interno. Veja os conteúdos abaixo.

Imagem: Lenovo ZUK Edge.

Apesar de a lista de especificações técnicas do ZUK Edge ter sido reconfirmada nas imagens acima, fotos que retratam a aparência do smartphone ainda são escassas.

Ainda assim, em um vazamento anterior, o mesmo deu as caras sem uma tela curva, o que levanta questões sobre o seu nome, já que “Edge” é comumente utilizado para designar produtos arredondados. Isso não tira a grande capacidade interna do celular, no entanto. Acompanhe a seguir suas principais características.

Tela de 5,5 polegadas
Resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) para o display
4 GB | 6 GB de RAM
32 GB | 64 GB | 128 GB de memória para o armazenamento interno
Chipset Qualcomm Snapdragon 821, feito em 64 bits
Processador de quatro núcleos Kryo rodando em até 2,35 GHz
Adreno 530 como placa gráfica
Câmera principal de 13 megapixels
Câmera frontal de 8 megapixels
Bateria de 3.000 mAh
Android Nougat como sistema operacional, modificado pela interface própria da Lenovo.

Lenovo ainda não confirmou a existência do ZUK Edge, muito menos a data oficial de sua apresentação. Mesmo assim, é possível estimar que, se o telefone realmente existe, não deve estar longe de ser anunciado formalmente por sua criadora, levando em conta as últimas notícias.

Seja como for, é válido continuar acompanhando os passos da dona da Motorola para saber o que ela tem planejado para as próximas temporadas. Seria uma boa ter outras linhas junto à Moto no Brasil.