Volta e meia vejo um amigo me perguntando o motivo do seu aparelho está extremamente lento e com um atraso considerável em suas funções básicas do dia-a-dia. Normalmente quando vejo o dispositivo, verifico duas questões: A configuração técnica do aparelho e a quantidade de aplicativos inúteis instalados.

Hoje o Google Play tem uma infinidade de aplicações voltadas para reduzir o consumo de RAM e para dar uma vida extra na bateria, existe aplicativo de todo tipo oferecendo milagres para o usuário.

Neste artigo vou explicar por que eu não aconselho a instalação desses programas no seu Android, pois até mesmo os melhores smartphones do mercado pode sofrer os efeitos negativos destes apps.

Compreender o uso da memória RAM no Android, como isso funciona:

Em termos gerais, RAM (memória de acesso aleatório) é um tipo de armazenamento incrivelmente rápido que desaparece quando o aparelho é desligado. Portanto, é utilizado para carregar na referida informação da memória temporária que frequentemente é acessada.

Isto é, se eu abrir Chrome no meu celular, a próxima vez que acessar novamente o App, ele vai iniciar imediatamente e com todas as páginas que você tinha aberto, já que tudo é armazenado na memória RAM, desde que você não feche o navegador.

Em alguns sistemas operacionais como o Windows, quanto mais RAM você tiver instalado, melhor será para o usuário

No Windows, quando a memória está cheia, pode ter certeza que todos os programas que foram abertos vão de forma obrigatória usar um espaço na memória RAM, sendo assim o sistema vai ficar muito mais lento e exigir que o usuário feche tudo o que não está em uso ou o Windows vai ficar horrível de usar.

No Android, essa premissa não é igual e muda de figura no uso da plataforma. O Google projetou para tirar o máximo de proveito da memória RAM, executando muitos processos de em segundo plano e que permitem tais serviços uma operação contínua.

Quando temos instalado em nosso aparelho o WhatsApp, Facebook, Gmail e assim vai, eles sempre vão ter processos sendo executados em segundo plano, embora eles estejam fechados, os processos não pode ser interrompido a não ser que a pessoa desinstale o programa do aparelho

No caso de iniciar um aplicativo que requer um alto consumo de RAM, o Android irá automaticamente cuidar de fechar processos com baixa prioridade (salvando um arquivo temporário) para abrir o que o usuário venha solicitar.

Depende da versão que você tem, o gerenciamento de memória será mais ou menos eficiente, mas isso seria o funcionamento básico em que ele está estruturado o sistema Android.

Não é recomendado usar qualquer tipo de otimizador de memória RAM e Bateria 

Todos estes aceleradores de RAM, também conhecidos como Task Killer, na verdade forçam o encerramento dos processos em segundo plano. Devido à natureza do Android, o sistema vai começar imediatamente todos os aplicativos que foram encerrados, ou seja, basicamente é como não tivéssemos feito nada.

Se isso não fosse o suficiente, vale falar que isso também é prejudicial para a vida da bateria.

Veja bem, se você está matando processos e serviços em segundo plano e o sistema Android têm que ficar continuamente abrindo novamente como faz por padrão, isso vai trazer um aumento do uso da CPU para realizar essas tarefas e isso terá um impacto negativo sobre a sua bateria.

Longe de ser uma solução, a situação agrava ainda mais dispositivos de baixo custo e configuração modesta

A operação desses aplicativos que garantem prolongar a sua bateria também é muito semelhante. Além disso a funcionalidade do sistema de desativar ou diminuir o brilho ou de fechar os processos utilizados no aparelho não é eficaz, retornando para o mesmo círculo vicioso do caso anterior.

Há alguns atalhos interessantes nestas aplicativos, eles podem oferecer recursos alternativos de segurança, mas não compensa a perda de desempenho que na verdade é o que eles fornecem.

Se nos aparelhos com ótimas configurações técnicas isso pode ser prejudicial, acho que fica muito simples imaginar o impacto negativo que isso pode acarretar em aparelhos menos robustos tecnicamente.

Quais as opções que tenho para otimizar o desempenho do meu smartphone?

Agora que você sabe por que você não deve instalar otimizadores de RAM e bateria noa aparelho Android, vou dar-lhe algumas dicas para que você melhore o desempenho do seu Android da melhor maneira possível.

Hibernar aplicativos em segundo plano

Alternativas como Greenify permite hibernar aplicativos que menos usamos em nosso smartphone. O que você deve fazer nesse caso?

Você precisa congela processos e serviços que ficam rodando em segundo plano de cada aplicativo e, portanto, melhora a bateria e uso da memória RAM. Cada vez que você abrir o aplicativo que foi hibernado, ele vai começar do zero.

Utilizar alternativas mais leves

Aplicativos oficiais do Facebook ou Twitter, por exemplo, pesam muito e é bem prejudicial ao desempenho de qualquer smartphone, até mesmo os mais potentes, nos dispositivos de baixo custo e configuração modesta é terrível.

Instalar clientes alternativos e muito mais leves é benéfico desde o primeiro minuto, no caso do Facebook uma opção é usar o navegador em momentos que precisamos economizar bateria e RAM.

Limpar o cache

O cache é um espaço reservado para os arquivos temporários dos aplicativos, tendo em vários casos uma grande quantidade de GB salvos. Ao contrário da RAM, o sistema Android elimina esses arquivos sozinho e assim o aplicativo usa um espaço será reservado no cache.

Ao longo do tempo, você deve limpar indo nas Configurações e Armazenamento de Dados em cache. Você escolhe os aplicativos que ocupam muito espaço e faz essa limpa. A unica atenção é que dependendo do aplicativo, alguns dados importantes podem ser perdidos, então atenção na hora de eliminar os dados em cache.

Desativar recursos desnecessários

Se você não precisa de Wi-Fi, Bluetooth ou localização, então não custa nada lembrar que é melhor para mantê-los desativados para não consumir desnecessariamente energia do seu aparelho. O mesmo vale para o brilho ou NFC, esses cuidados bobos vai ajudar na hora de chegar ao fim do dia com bateria sobrando.

 

 

Fonte: Web