Uma das principais considerações para os fabricantes que atualizam para a próxima versão do Android é se o hardware do dispositivo deles está otimizado para isso. Antecipando o lançamento do Android P em breve, a Qualcomm fez uma parceria com o Google para garantir que suas plataformas móveis atuais sejam capazes de lidar com a atualização. A gigante dos chipsets móveis garantiu que os dispositivos equipados com os chipsets Snapdragon 845, 660 e 636 estarão prontos para o Android P no lançamento.

Essa parceria deu à Qualcomm acesso antecipado ao Android P, e assim eles podem antecipar o funcionamento interno da nova versão do Android. “Estamos entusiasmados por trabalhar com o Google para pré-integrar nosso software com o Android P, preparando a produção para os OEMs”, disse Mike Genewich, diretor de gerenciamento de produtos da Qualcomm. “Por meio de nosso relacionamento fortalecido, o Google e a Qualcomm Technologies estão prontos para expandir o mercado para o Android e facilitar para os OEMs lançarem dispositivos baseados nas plataformas móveis da Snapdragon.”

Parece que os chipsets da Qualcomm agora são mais compatíveis com o Project Treble, que é a nova arquitetura de interface de hardware do Google para Android que visa facilitar as atualizações para os fabricantes. “Estamos felizes em trabalhar em estreita colaboração com a Qualcomm Technologies em uma implementação simplificada do Android P para o Snapdragon, para que os fabricantes de dispositivos tragam as inovações mais recentes do Android para desenvolvedores e consumidores com mais rapidez”, disse Dave Burke, vice-presidente de engenharia da Google.

O Android P trará mais benefícios e recursos para os usuários, e a Qualcomm quer avançar e garantir que os dispositivos com tecnologia de silício sejam compatíveis com recursos como suporte a várias câmeras, suporte a recortes de tela, navegação interna, vídeo e tela HDR, e outros tais coisas.

Fonte: Androidcommunity & Qualcomm