A Qualcomm introduziu três novos chips direcionados para smartphones, que visam oferecer um maior desempenho gráfico, têm um CPU mais rápido e garantem uma maior eficiência energética, quando comparados com os modelos anteriores.

A reforçar esta oferta é importante referir que os Snapdragon 632, 439 e 429 também suportam inteligência artificial e métodos de pagamento móvel. A Qualcomm continua na luta.

Enquanto o Snapdragon 632 é baseado nos núcleos Kryo 250 da Qualcomm, com o processo de fabrico de 14 nanómetros, os Snapdragon 439 e 429 são fabricados com núcleos ARM Cortex-A53 e já são produzidos com uma estrutura de 12 nm. Isto deve proporcionar um menor aquecimento e uma autonomia supostamente mais longa em smartphones de entrada de gama.

Estes três novos SoCs suportam o Quick Charge 3.0 que, tal como já conhecemos de alguns smartphones, permite por exemplo que uma bateria de 2750 mAh seja carregada a 80% em apenas 35 minutos. Além do desempenho, devido aos diferentes núcleos integrados e unidades gráficas, há também outras diferenças, que podem ser vistas na tabela seguinte:

Os núcleos Kryo 250 do Snapdragon 632 são baseados em várias arquiteturas ARM, que a Qualcomm modifica ou adiciona conforme as suas próprias especificações. Enquanto que o Kryo 250 Silver é baseado no Cortex-A53 (energeticamente eficiente), o Kryo 250 Gold vem do topo de gama Cortex-A73 e é, portanto, mais adequado para aplicações mais exigentes.

A Qualcomm promete muito com este novo SoC. Segundo a empresa, existem cerca de 1350 dispositivos que utilizam SoCs Snapdragon da Série 600 e outros 2300 que utilizam chips da família Snapdragon 400. Os smartphones equipados com os SoCs Snapdragon 632, 439 e 429 devem ser lançados no segundo semestre deste ano.