O chipset Snapdragon 835, um dos mais aguardados para o início de 2017, foi apresentado pela Qualcomm na última semana durante evento na CES 2017. A novidade promete um ganho de 27% no desempenho sem trazer um aumento no consumo de energia comparado ao chipset topo de linha anterior da empresa.

No entanto, há muitas novidades além de uma CPU ou GPU mais potente no Snapdragon 835. Com a introdução do DSP (processador de sinal digital) Hexagon 682, a Qualcomm deseja que os desenvolvedores de software possam fazer com que apps e serviços aprendam com o usuário sem depender totalmente de uma inteligência artificial remota.

Isso tornaria o processo mais rápido (já que não precisa enviar dados para um servidor e aguardar sua resposta), e também permitiria que o aprendizado da máquina seja feito sem uma conexão com a internet. A melhor parte disso tudo é que o DSP Hexagon 682 dentro do Snapdragon 835 é otimizado para a tecnologia de aprendizagem de máquina TensorFlow da Google.

O Hexagon 682 é descrito como um processador de classe mundial com funcionalidade de CPU e DSP para suportar necessidades de processamento profundamente incorporadas da plataforma móvel, tanto para funções de multimídia como de modem.

Na maioria das vezes, os DSPs são usados ​​para coisas como processamento de sinais de áudio e voz, processamento de imagens digitais e processamento de sinais para telecomunicações, mas a Qualcomm permite que o Hexagon 682 seja usado também para cargas de trabalho especializadas.

Assim a computação de aprendizagem de máquina é geralmente melhorada, em vez de usar a CPU para este trabalho, o uso do DSP permitirá reduzir a dissipação de energia ou requisitos de uso da tecnologia. Esses núcleos são otimizados tanto para alto desempenho como para eficiência energética, mas a maior parte do tempo são usados ​​para a eficiência energética, uma vez que é projetado para executar mais tarefas por ciclo.

Tudo isso indica que teremos smartphones ainda mais inteligentes com o Snapdragon 835, mas isso dependerá, principalmente, da adoção dos desenvolvedores.

 

Fonte:www.qualcomm.com