Agora que já temos a primeira Mi Store em território luso, podemos contar com mais smartphones Android desta empresa a chegar a Portugal. Com efeito, poderemos ter também o Mi 9T, um smartphone recentemente confirmado pela empresa e, que em boa verdade, mais não é que o Redmi K20 da Xiaomi.

Há, portanto, uma nova e peculiar estratégia a ser montada pela Xiaomi com o novo Mi 9T.

Ainda que não sejam claras as motivações para este rebranding, certo é que o Xiaomi Mi 9T, anunciado como parte de “uma nova era de smartphones”, vem dar um novo nome a um rosto já conhecido. Entretanto, surgiram várias listagens em plataformas de venda online, já com este smartphone Android.

O Xiaomi Mi 9T é o smartphone Redmi K20

Aí, curiosamente, o mesmo Xiaomi Mi 9T era também apelidado de versão global do Redmi K20. Desse modo, confirmam-se as fugas de informação, bem como a tese anteriormente avançada no Pplware. Ao que tudo indica, a gama “Mi 9” tem mais peso e reconhecimento internacional, sendo esta a estratégia escolhida.

Para todos os fãs e entusiastas da marca, temos assim um smartphone muito similar ao Xiaomi Mi 9, ainda que com algumas melhorias. Sobretudo ao abdicar complemente do notch e, na sua vez, temos uma câmara fotográfica frontal pop-up, mediada por um motor elétrico. Já os demais quesitos permanecem idênticos.

As fontes responsáveis são o já famoso leakster Roland Quandt (Twitter), bem como o repositório de informação Slashleaks. Entretanto, a decisão já foi oficializada pela Xiaomi, brindando-nos assim com a versão global do seu novo Redmi K20. Ainda de acordo com as várias fontes, os smartphones chegam este mês.

A versão global do smartphone Redmi K20 chama-se Xiaomi Mi 9T

O peculiar nome deixa-nos a cogitar uma segunda tese. Poderá isto ser uma afronta à OnePlus que lançará o modelo OnePlus 7T em novembro próximo? Aliás, quando (e não se) o fizer, já existirá um “T” no mercado, pelo que o seu modelo pode não parecer tão “novo”? É, para já, apenas uma teoria.

Ainda assim, se olharmos para o slogan dos Redmi K20 – “Flagship killer 2.0“, acabamos por responder à questão anterior. Sobretudo agora que a OnePlus está a investir no segmento premium, há já uma nova fabricante a querer preencher o seu lugar. Se o conseguirá ou não fazer, só o tempo o dirá.

Em síntese, resta agora aguardar pela chegada deste smartphone às diversas lojas espalhadas pelo mundo. Já na China, o Redmi K20 custa o equivalente a 320 euros, mas pode chegar a Portugal por cerca de 400 euros. Ainda assim, um preço razoável tendo em conta as características técnicas do produto.

O Redmi K20, ou melhor, o Xiaomi Mi 9T, destaca-se pelo processador Snapdragon 730 da Qualcomm. É um SoC de gama média alta e o mais recente da sua gama. Temos ainda um grande ecrã de 6,39 polegadas, Full-HD+ com tecnologia AMOLED. Apontamos ainda a sua câmara tripla com um sensor de 48 MP.

O novo smartphone Android da Xiaomi

De igual modo, contamos com uma bateria de 4000 mAh com carregamento rápido. Já ao nível do software temos a MIUI 10, interface própria da Xiaomi, baseada no Android Pie. No entanto, é o seu aspeto e ecrã completo o que mais surpreende neste novo smartphone, agora a chegar aos mercados globais.

A tecnológica chinesa prepara-se também para apresentar uma nova versão da sua Mi Band. A quarta iteração desta pulseira inteligente que contará agora com ecrã a cores, bem como outras novidades de que se poderá inteirar, em seguida: