A Xiaomi é uma das fabricantes de smartphones Android mais acessíveis do mercado. Ainda que os seus modelos topo de gama tenham vindo a subir de preço, certo é que continuam a manter o seu apelo. No entanto, a marca tem uma forte apetência por ser a primeira a lançar novas caraterísticas como uma câmara de 64 MP.

Em breve, a Xiaomi pode tornar-se na primeira marca a colocar uma câmara de 64 MP num smartphone.

Xiaomi smartphones Android 64 MP

A propósito,relembramos que,por exemplo,o Xiaomi Mi 9 foi o primeiro a chegar ao mercado com o processador Snapdragon 855 da Qualcomm. Assim,é já um hábito vermos esta fabricante a esforçar-se por trazer sempre algo de novo ao mercado,ainda que as vantagens de 64 MP sejam uma incógnita.

A geração de smartphones Android com câmara de 64 MP
De acordo com algumas linhas de código, pertencentes à app de câmara fotográfica incluída no kit de programador para as próximas versões da MIUI 10,foram assim encontradas estas pistas. São provas circunstâncias, detetadas pela comunidade XDA Developers,apontando nesse sentido.

Estamos, portanto, a contemplar o kit de ferramentas entregue aos programadores encarregues do desenvolvimento da MIUI 10. Aí,no seu interior,estão presentes referências a uma câmara de 64 MP que estreará, possivelmente,nos próximos smartphones Android da Xiaomi.

Podemos,portanto, concluir que a fabricante de smartphones Android já está a preparar a sua interface para tais dispositivos.De momento,são apenas linhas de código, mas foram lá colocadas pela própria empresa e dificilmente terá sido por mero acaso. Ao mesmo tempo, a Samsung anunciou o seu sensor de 64 MP.

A Xiaomi prepara a sua MIUI para o sensor de 64 MP
Chama-se ISOCELL Bright GW1 e vem assim superar o anterior recordista, de 48 MP. Já, relativamente às suas vantagens,a Samsung promete resultados ultravibrantes,capaz de revolucionar a fotografia com smartphones e dispositivos móveis.Relembramos que este mesmo sensor foi revelado no dia 9 de maio.

Regressando ao código detetado na MIUI, acredita-se que seja referente à watermark para futuros dispositivos móveis.Por outras palavras,será o carimbo que os utilizadores podem ativar,para que a foto seja identificada com a indicação da respetiva câmara. Esta foi, de acordo com o portal XDA, a fonte da descoberta.

Em suma, é extremamente provável que a Xiaomi utilize este novo sensor. No entanto, não sabemos qual será o primeiro modelo a receber o mesmo. Ou até mesmo se estará presente numa nova geração de smartphones Android. Em boa verdade, um cenário bastante plausível tendo em conta o histórico da marca.

Podemos vir a ter novos Redmi com este sensor, ou lançamentos da Xiaomi em nome próprio. Para já, está tudo em aberto e claro, também a Samsung o utilizará. Acredita-se que tanto o Galaxy Note 10, tal como um futuro Galaxy A70 S o possam empregar.

Já para o utilizador, as suas valências serão principalmente notórias com o pixel binning. Isto é, a fusão da informação captada por até 4 pixeis justapostos. Desse modo, a imagem final fica com uma resolução mais comedida, e a fotografia em si, com mais informação.